domingo, 14 de agosto de 2016

"PAI"





Ouço uma voz
Silenciosa a me chamar
Cansada um pouco roca
Como posso não me lembrar

Pai
Ouço sua voz 
Em meus ouvidos 
A ecoar

Pai
Em ti vou me espelhar
Preciso te amar
Pulso da razão a me guiar

Pai
Mão firme no caminhar
Espelho de vida
Fortaleza a me proteger

Pai
imagem a seguir
O herói das dificuldades
O vilão de liberdade

Pai 
preocupação constante
Experiencias a nós ensinar
Pai sua presença jamais ira se apagar

Eu tenho um amigo
Meu pai 
Meu abrigo
Sei que posso contar contigo

Pai 
A entrega o comprometer
Meu porto seguro 
Pai presença 
Exemplo, saudade, lembrança
De quem partiu...


   
               Poeta do Sertão
                    13-08-2016