sábado, 4 de junho de 2016

NA IMENSIDÃO DE MEUS SONHOS ENTRE EU E VOCÊ, O MAR






Na imensidão
De meus sonhos
Entre eu e você
E o mar 

No infinito 
Da distancia 
Estou a te procurar
Tão distante brilha o luar

Em meus sonhos
Nas noites de lua
Brilha teu rosto
Em beleza tão pura

Esta sua beleza angelical
Busco nos segredos das águas
Seus mistérios desvendar
Misteriosa tal qual a lua
Que por ti paira no ar  

Contarei as gotas d`água
Que seu corpo ira banhar
Teus loucos segredos que entre espumas
Virão entre lençóis se revelar

Meus sonhos teus desejos
Em realidade a se transformar
Flutuarei por estas ondas 
Para em seus braços estar

Nestas ondas de vai e vem sem fim
Ao universo infinito do seu olhar
Vislumbro seu rosto em forma de querubim

Em silencio ouço a lira de Orfeu
Por um só beijo, um só olhar
Caminho por sobre as ondas de mar bravio
Senti-la em meus braços além mar é o desafio 

                    Poeta do Sertão
                        08-01-2016