quarta-feira, 25 de maio de 2016

"QUANDO"




Quero sentir 
Seu coração bater junto ao meu
Se entregando aos carinhos meus
Como a uma virgem
Ao ser tocada a primeira vez

Seu corpo estremer-se-a
Sentindo-se inebriada ao se deflorar
Lábios ansiosos aos seus tocar
E calmamente se permitir amar 

Quando o sol de um novo dia se anunciar
E uma nova vida se iniciar
No jardim as flores a lhe chamar
Para os raios do amanhecer lhe abraçar

Em segredo lhe confidenciar...
Que o amor 
Lhe chamou e te amou somente 
Como o jardim ama a flor...


           Poeta do Sertão
              24-05-2016