sábado, 19 de março de 2016

"SONHOS SUAVES"




Noite calma céu risonho 
Suaves são meus sonhos
O vento nas arvores a bater
As folhas felizes a balançar

Acarpetada de belíssimo azul
Tão negra e calma a noite se faz 
A lua exuberante se põem a brilhar
Trazendo consigo seus enigmáticos mistérios

Sonhos suaves
Noite calma sem rancor
Abraça-te à este lindo luar
Inebriado com esta suave e doce amor

Nesta noite de suave calma
Quero contigo estar 
Ama-la em plena escuridão
Desfrutando os prazeres da paixão

              Poeta do Sertão
                 02-10-2015