segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Mensageira da paz

Minha esperança
Incorpora-se ao seu viver
O destino a mim se apresenta
E traz consigo você para alegrar meu ser

Te sinto altaneira
Sensível delicada como a flor 
Mensageira da paz 
Chegou despertando amor

Incorpore-se a minha vida
Faça-me esquecer os desatinos do passado
Feliz estarei ao seu lado 
Bela estas revestida no mais sublime amor

O sabiá cantando 
Lá na bela floresta em flor
Anuncia que a primavera chegou
Moça solteira não vive sem amor

Admirando ao majestoso sabiá
Encontro-me distraído a cantar
Sonhando em encontrar um alguém 
Que possa me amar...

             Poeta do Sertão
                 21-09-2015