quinta-feira, 29 de setembro de 2016

"SAUDADES DA MINHA TERRA"




Saudades das serras
Do perfume de minha terra
Dos pássaros e das matas
Das flores e cascatas

Tenho saudades 
Do seu cheiro da terra
Que outro lugar não tem
Como era belo seu amanhecer

Saudades da minha terra
Das folhas a relva molhada
A neblina brotando do chão
Um branco lençol a te envolver 

Saudades das florestas
Coberta de pássaros e cores
Sol imponente em ti aquecer
E sua lua...ah este seu luar
Como a ti outro igual não há

Transcende de ti
A terna e galante honraria 
De por ti madrigais lhe recitar
Por sua matas a caminhar

Saudades da minha terra
Tudo aqui lembra você 
Privam-me a liberdade
De em minha terra voltar a viver

(Homenagem a todos que um dia 
foram obrigados a se ausentarem 
de seu país) 

                Poeta do Sertão