quarta-feira, 10 de agosto de 2016

"MEU MUNDO E AS ESTRELAS"




Nas calmarias 
Das ondas sobre as águas
O azul do mar
Me leva a sonhar

O meu mundo e as estrelas
A areia entre meus pés
Define o poeta
Seu mundo ao luar

Tão longe, aos ouvidos
Ouço a voz 
Das estrelas a me chamar
Como pena me faz levitar

Vem lá do universo
As respostas que me faz silenciar
Prateado são os raios da lua
Que vem para a noite iluminar

Meu mundo e as estrelas
Um infinito de caricias e amor
As rosas no jardim
concedendo-me essência e ardor


                Poeta do Sertão
                     10-08-2016