sexta-feira, 17 de junho de 2016

"REALIDADE MÓRBIDA"




Estes cruéis momentos 
De cruel realidade, o tempo a passar
Apelos e atropelos eles precisam se retirar
Não há como contornar

Mais um dia vai surgir
Aqui incrédulo pensativo estou
De frente ao computador
Olhar evasivo nada inspirador

Esta cruel e mórbida realidade
Cobriram te em lama
Falta seriedade honra dignidade
Tristeza indignação um país sem identidade 

Mórbida realidade
Um nação perdida em vaidade
Falta amor, respeito e educação
Haverá luz, haverá um túnel
Haverá esperança de uma nação sem corrupção???

Realidade, mórbida constatação 
Uma sociedade flertar com a descriminação
Num crescente desvio de personalidade
Realidade, mórbida realidade...


                   Poeta do Sertão
                       17-06-2016