domingo, 29 de maio de 2016

POEMA FEITO ENTREDENTES


pague os impostos, os patos

(e a conta dos insensatos)

brava gente brasileira. . .

 

 

sigamos mansos e gratos

(ou fulos e estupefatos)

sem dar cabo a bandalheira. . .

 

 

os ‘Salvadores da Pátria’

salvam somente mandatos

(de qualquer jeito ou maneira)

 

 

e a democracia é fato. . .

“escolha o seu candidato

entre o que fede e o que cheira”

 

 

pague os impostos, os patos

(e a conta dos insensatos)

brava gente brasileira

 

 

e prossigamos cordatos

rumo às urnas . . .  como ratos

entre o gato e a ratoeira.   

 

PAULO MIRANDA BARRETO

paulomirandabarreto.wordpress.com

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.