quarta-feira, 2 de março de 2016

"POEMA" "MEU RIO DE ILUSÕES"




Neste meu rio 
Um rio de ilusões
Não quero ser riacho
Podendo eu ser o mar

Provoco-me a exaustão
Em meu carnaval de ilusão
Quero em meu rio transbordar 
E comigo te levar

Neste poema
Escrevo meu rio de ilusões
Meus amores e paixões
Em meu mar as ondas a me levar

Solto sem destino
Sem culpa ou constrangimento
Caminho de encontro ao vento
Frio meu rosto a tocar

Contra as adversidades
Num turbilhão emoções
Transportando minhas canções
Neste mundo de magia e fabulação

Que me perpetuar minha memoria
Num mundo de fantasia e história 
Ajustar-me ao imperfeito
Sem pretensão, sem preconceitos 

Quero repousar-me 
As sombras do umbuzeiro 
Cansado mas solícito e altaneiro
E nas asas de Morfeu em poesia viajar...


                 Poeta do Sertão
                    02-03-2016