quinta-feira, 31 de março de 2016

O Samba que fiz pra você

Meu amor, fiz um samba sem querer
Acordei de madrugada só pra te escrever
Este samba que sonhei meio que sem querer
Acabou que fiz pra você!

Volta, que nos meus braços você cai tão bem!
E me abraça não querendo me querer
E sente amor mesmo querendo não querer
Porque o amor é algo sim, vai entender!

Volta, que a vida volta no vazio desse altar
Altar assim, particular
Que faz assim um amor ressuscitar
Num coração cansado de tanto sofrer,
E que nos leva a amar
Mesmo querendo não querer
Como este samba que fiz para você!

Na madrugada
Numa ansia tão danada por te ver
Fiz esse samba todo para você
Na esperança de um dia me querer
Me querendo como se a vida
Fosse pouco para viver
Todo esse amor que sempre foi só teu

E se renova nesse olhar que só olhou você
E nesse meu corpo que só quer você
Meu amor...
Vem, que nos meus braços você cai tão bem!
Vem, que nos teus braços eu volto a ser
Criança perdida entre sorrisos e esperanças
Nesta ciranda que me faz tão bem...

Vem!
É só nos braços apertados do meu bem
Que a madrugada me abraça assim também
E que te espero te querendo assim tão bem
Me envolvendo em teus braços
Me achando e me perdendo, vem!

Se esconder e se achar meu bem
Pois o amor é algo assim que nos cai tão bem
Nessa dança, nossa dança tão particular
E na urgência desse amor tão secular
E eu só sei que é nos teus braços onde quero estar
Me perdendo para depois me encontrar...


Vanni Delmondes.

Me encontre no Face: