quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Acróstico III

D Diariamente
I Inscrevo em mim
A Arrogante certeza
R Reinventar a poesia
I Incompleta e perdida
O Omnipresente em mim!
 
D Diariamente e sempre
O Ouso em mim escrever
S Sentimentos perdidos!
 
E eloquentemente sou palavra
S suficientemente entendível
C Concreta, ousada, discreta
R Raiva, discórdia, apaziguadora
I Indefinida, enjeitada, rejeitada
T Toda e qualquer palavra
O onde antes nada existia
R Reinvento o meu querer
E Encontro em ti o prazer
S Suficiente para me ler
 
 
Diário dos escritores
Alberto Cuddel®