domingo, 29 de novembro de 2015

"É PRECISO NOITE,PARA SURGIR O DIA"




Vem à traiçoeira e faceira noite 
Traz contigo aurora vem surgir o sol
Transforma-se em escuridão
Na negritude nobre do carvão

Brilha o sol amante da lua
Despida prateada semi nua
Escaldante são seus raios
À sussurrar a lua amame sou tua

É preciso a noite
Para surgir o dia pleno em azul
Infinito a se deslumbrar com seu raiar
Aos destinos se encontram ao sul

Acaso do destino doce magia
No brotar do alvorecer o brilho do sol
O prateado radiante da lua
Seu rosto se faz radiante em alegria

Somos o sol, somos a lua
Somos à noite,sejamos dia
Perdidos na meiguice da escuridão
Nossos corpos em harmonia

Noa encontramos no prazer
No roça de nossos corpos
No se tocar, no se querer
Te amo... me amas até não mais querer

Nos tocamos nos amamos
Noite a dentro nosso viver
À tenho meiga e doce
Madrugada sublime e envolvente 
Sera os mais brilhantes momentos
Lhe dizer em amor você....


              Poeta do Sertão
                  29-11-2015